Estrela - Destaques"Em cada ato, um momento; em cada momento, um pensamento; em cada pensamento, uma saudade; em cada saudade, você..."

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

30 de Setembro
Dia da

Recados Para Orkut

Parabéns pelo seu dia.
Bjs
Fatinha

“Afinal, aprendemos que o amor mora no país das palavras.

Amamos as pessoas pelas palavras que as ouvimos dizer,

mesmo no mais absoluto silêncio.”

Beijos

Fatinha

“Cansada de tudo que começa,

hoje eu queria alguma coisa que continuasse...”

Beijos

Fatinha

terça-feira, 27 de setembro de 2011


"O desejo de ir em direção ao outro, de se comunicar com ele,
ajudá-lo de forma eficiente,
faz nascer em nós uma imensa energia e uma grande alegria,
sem nenhuma sensação de cansaço."
(Dalai Lama)

Beijos

Fatinha

segunda-feira, 26 de setembro de 2011


"O que mais me comove em música

São estas notas soltas

- pobres notas únicas -

Que do teclado arranca o afinador de pianos."

Mário Quintana

Beijos

Fatinha

sábado, 24 de setembro de 2011

Vem aí o Fest Cães 2011

Dia 15 de Outubro


Informações no e-mail

bomell@uol.com.br
ou por telefone
(24)2471-2458
Falar com Eloisa

Vamos prestigiar!!!
Fatinha
Quando eu nasci Deus me perguntou:
“Quer ter boa memória ou ser lindo?”.
Me lembro desse dia até hoje.
Beijos
Fatinha


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Quando você não está aqui,

sinto falta de mim mesmo.

Renato Russo

Beijos

Fatinha



quarta-feira, 21 de setembro de 2011

É possível entender...

Minha Força está na solidão.

Não tenho medo nem de chuvas tempestivas,

nem de grandes ventanias soltas,

pois eu também sou o escuro da noite."

Clarice Lispector

Beijos

Fatinha

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

"Tão bom viver dia a dia...

A vida assim, jamais cansa..."

(Mário Quintana)

Beijos

Fatinha

domingo, 18 de setembro de 2011

Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor.

William Shakespeare
Beijos
Fatinha

sábado, 17 de setembro de 2011

Quiseste expor teu coração a nu.
E assim, ouvi-lhe todo o amor alheio.
Ah, pobre amigo, nunca saibas tu
Como é ridículo o amor... alheio!

Mário Quintana
Beijos
Fatinha